Tuesday, May 15, 2007

O MELHOR ARRAIS DO MUNDO!...

Fotografia de António Homem Cardoso, retratando o nosso grande Amigo João Gregório, gentilmente cedida ao [Centro Náutico Moitense].

(Please note the information given by Pereira de Oliveira regarding the exposition pending at Sociedade Nacional de Belas Artes in Lisbon, opening everyday from 14.00 to 20.00 hours, honouring fourty years of Antonio Homem Cardoso's work with photography. It has started on the 10th and will stay open till the 18th of May. For the whole of a year there will be events cellebrating his contribution to the art of photography.)

Post dedicado aos meus AMIGOS DA MOITA, inspirado pelo comentário acabado de deixar por [SeaWolf] no post [MENSAGEM DO CENTRO NÁUTICO MOITENSE]: «Grande João Gregório, Grande Raquel, Viva o Centro Náutico Moitense, Viva as Canoas, Viva os Catraios, Viva o Tejo, Viva hoje e sempre os Arrais, Grande discurso está Magnífico».

6 comments:

LUIS MIGUEL CORREIA said...

BELA FOTOGRAFIA A FAZER JUSTIÇA AO FOTÓGRAFO E AO TEMA DA IMAGEM...

Igualmente muito interessante o painel de fotografias da SAILOR GIRL apresentado abaixo. Fantástico, SG, cada vez admiro mais a sua sensibilidade estética.

pereira de oliveira said...

Sailor Girl
os cavaleiros inexistentes,
pelos caminhos de luz,
atravessam geometria,
e descem as escadas,
que dão para as passadeiras,
por onde passa, segura, a vida;
e sonham o baixo,
nas altas copas da beleza,
que enche com amor
a canoa das suas vidas

s.o.s. said...

grande seawolf...aquele abração

rabanete said...

viva au melhor arrais do mundo...

fernando said...

Com um coração daquele tamanho e aquele irrequieto olhar, só pode ser o melhor arrais do Mundo!
Um dia vou aparecer no cais da Moita e, anónimo, vou desejar que ele me convide para subir a bordo.

Koluki said...

… I don’t know who the special request for the ‘enlightened paths to the river’ was, but I take it as if it could have been my own… forgive me for this “self-entitlement"! Simply loved it, specially because some of the images are just so close to the sights I’ve been exposed to in the last few days!
I also loved the poem by Pereira de Oliveira, particularly the mention to “a canoa das suas vidas” because that comes very close to the mokoro experience I’ve had in the Okavango Delta a few days ago… and thanks a lot for letting me learn about the Best Arrais in the World! All the best for him and for you all!!!