Thursday, May 24, 2007

POTENCIALIDADES TURÍSTICAS DAS FRENTES RIBEIRINHAS

(A Canoa «Ana Paula», uma das mais emblemáticas da Margem Sul, exibindo com orgulho o seu elevado potencial turístico na Margem Norte do Tejo)

O nosso amigo Paulo Andrade informou-me que está a decorrer de 21 a 30 de Maio de 2007, na Rocha do Conde d’Óbidos, uma acção de formação com interesse para os Assuntos do Mar (que o Atlântico Azul se esforça por divulgar) e que visa (i) capacitar técnicos municipais para conceber e promover actividades de lazer e culturais, vocacionadas para o turismo; (ii) conceber uma actividade de lazer ou cultural numa zona ribeirinha do município de proveniência, fundamentada na promoção do rio como produto turístico; (iii) identificar e descrever casos internacionais e nacionais na promoção turística das zonas ribeirinhas. Os conteúdos programáticos são os seguintes:

  • O Rio como Espaço Público (por Bruno Soares)
  • Actividades de Recreio e desportos náuticos (por João F. Sousa)
  • O Rio como produto turístico, por Vítor Costa (Associação de Turismo de Lisboa) e Jorge Humberto (Região Costa Azul)
  • Concepção e promoção de actividades lúdicas e culturais (por Graça Filipe)
  • Bases náuticas – Caso de Estudo (por Joan Allemany e Fausto Arroyo)
  • Rede integrada de apoio ao recreio náutico (por Natércia Cabral e Cristina Cunha)
  • Infra-estruturas e equipamento de apoio (por Charles Lindley)
  • Avaliação: trabalho prático (por João F. Sousa)
  • Grandes Projectos e Eventos

As acções de formação promovidas pela Área Metropolitana de Lisboa são objecto de co-financiamento FSE, no âmbito da medida 1.4 – Formação para o Desenvolvimento – do eixo prioritário I, do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo. Para mais informações, consulte o website da [Área Metropolitana de Lisboa], ou solicite informações pelo telefone: 21 842 85 70 ou via [e-mail].

8 comments:

joao veiga said...

Margem sul? Margem Sul!!!???
Mas a margem sul não é aquela região de Portugal sem Hospitais, sem escolas, sem infraestruturas e deserta?
!! Só ouvi dizer, que por mim, até gosto muito da Margem Sul.

LUIS MIGUEL CORREIA said...

AMargem Sul é linda, tem uma luz espectacular. Só é pena que tantas áreas da MS precisem de ser requalificadas...

Quanto ao potencial turístico das zonas ribeirinhas é uma questão óbvia...

Sailor Girl said...

O Centro Náutico Moitense, a Associação Naval Sarilhense e todos os clubes da Margem Sul que fomentam e apoiam as actividades relacionadas com o mar são vesdadeiros OÁSIS no deserto deste País à beira mar plantado.

pereira de oliveira said...

Mais uma vez a Aramada apoia a margem sul cedendo de dois para três de Junho a doca da Marinha para as frgatas , varinos, botes e canoas da procissão da Senhora da Atalaia...o millenniumbcp apoia e a alfandega vem em peso

pereira de oliveira said...

é mais a Armada!!!e são fragatas

SeaWolf said...

Epá A Margem Sul NÃO tem Hospitais NÃO Tem Hoteis NÃO tem Escolas!!!!!! Que Raio De TERRA ESTA....

Paulo Andrade (ANMPN) said...

Eu gosto do rio, das suas margens e das pessoas que amam o rio, vivam em que margem for. Há, de facto, pessoas pobres de espírito e de fraca visão, que não conseguem ver o rio, muito menos para além dele... e por isso, confundem o "além" com um deserto...!
Perdoai-lhes Senhor porque não sabem o que dizem...

LisbonGirl said...

A Ana Paula já tem vela! Está linda!