Tuesday, October 9, 2007

Roteiro da Ciência dedicado ao mar

«Cavaco quer que Governo passe da retórica à acção»,

O património marítimo representa uma enorme riqueza da qual os portugueses estão «alienados». Cavaco considera que chegou a hora de Portugal se voltar de novo para o mar. É tempo de «passar da retórica para acção» no que diz respeito ao património marítimo português, afirmou o Presidente da República a bordo do navio D. Carlos I, fundeado na Horta. Na jornada do Roteiro da Ciência dedicado ao mar, depois de ter dado uma volta ao largo do Faial no outro navio – o Almirante Gago Coutinho -, Cavaco disse que tem a sensação que o património marítimo «está insuficientemente explorado» e que os portugueses até vivem em grande parte «alheados do mar». Por isso, o Presidente coloca grandes expectativas na conferência dos ministros europeus dos Assuntos do Mar, que decorre dentro de dias e irá discutir as propostas de políticas marítimas europeias. Mas também no plano de acção português que o Governo está a preparar e que, afirmou, «chega em boa hora».

Nesta jornada dedicada ao mar, o Presidente visitou o que considera serem «dois bons exemplos»: a Universidade dos Açores e os navios hidrográficos que estão a trabalhar no âmbito da unidade de missão para a extensão da plataforma continental portuguesa. Em relação aos navios disse que «não houve reclamações quanto a equipamentos». Já quanto ao Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores, que desenvolve um trabalho de excelência em condições precárias, nomeadamente em contentores, o Presidente anunciou que vai «receber novas instalações», estando para breve a sua transferência para o antigo hospital da Horta.

Esta terceira jornada do Roteiro da Ciência, que decorreu durante a manhã, deveria ter tido um primeiro dia a 1 de Outubro, no Algarve, que foi adiado devido à morte do pai do Presidente. A intenção de dedicar uma jornada ao mar foi anunciada por Cavaco Silva no discurso do 10 de Junho. A acompanhá-lo, o PR teve os secretários de Estado das Pescas e da Defesa e Assuntos do Mar, além do ministro da Presidência, que acompanha toda a visita aos Açores. Esta é a primeira vez que o ministro da Ciência, Mariano Gago, não acompanha um Roteiro da Ciência.»

Por [Eunice Lourenço], in Semanário SOL

3 comments:

Velas do Tejo said...

O nosso PR foi praticante de remo, julgo que da Associação Naval de Lisboa. Não é a primeira vez que as suas intervenções alertam para o tema do mar. Estou recordado que pouco tempo depois de ter sido eleito, no Aniversário da ANL, proferiu um discurso semelhante.

Anonymous said...

Pois...só que está a pregar no deserto...!!!JC.

Sailor Girl said...

Ou a fazer o mesmo que o Cantinflas faz no deserto...