Monday, December 31, 2007

The same bridge in Lisbon

(Photo by Sailor Girl)

7 comments:

jc said...

Hoje também é um dia ponte!Atravessaremos para um novo ano!Por isso Sailor Girl,um resto de ano bom e um Novo Ano muito Feliz.Abraço.

Velas do Tejo said...

Agora sim... até para o ano que eu vou com as aves... para sul! (pela 25 de Abril, claro! E de mota...)

Rui Caetano said...

Um bom ano d 2008.

Van Dog said...

Bom ano para ti, Sailor Girl!

A Memória said...

Para si, Sailor Girl, e só para si, porque tudo lhe é devido, e tudo eu recordo, o oito de 2008, representa o ∞ de felicidade.
De momento a momento, na alegria e no desalento, no coração leve e no peito apertado,na glória e na humilhação, em si, Sailor Girl, crescerá o infinito de felicidade.
Não será, e a Sailor Girl sabe tão bem da vida que a vida lhe impõe viver, que não será, como nos contos de fadas que querem hoje que a vida seja, que todos os dias nos oprimem dizendo que asim é, que a vida tem que ser um conto de fadas. Mas na paz e na dádiva que é a sua vida, Sailor Girl.
Eu sei, e sei porque vivo a guerra, a fome e a peste. Que haver paz e existir tranquilidade já é felicidade.
Mas hoje tivémos uma revelação.
Neste lado da ponte, desta sua ponte estamos todos nós. Cada um em si, egoísta na avareza dos braços ao longo do corpo. Mesquinho, na espera, de mãos nos bolsos sobre o teclado, pelos seus posts e talento e apoio de todos os dias.
Do outro lado, do outro lado da ponte, desta sua ponte, quem lá está de braços mais que abertos, alguns dirão que é um judeu a que chamam de Jesus, o Cristo.
Mas, eu sei, que sou a memória, que quem lá está é uma Mulher. Só as Mulheres abrem os braços assim. E sei que essa Mulher é uma Deusa porque abraça os pés da Água da Terra e a cabeça da Luz do Azul do Ar do Céu. Um Deusa que guarda o Tejo, o Mar, o Atlânticoazul, os Navegantes, a Comunidade.
E porque quem guarda, toma conta; ama, inquieta-se e sofre. Do outro lado da ponte o que lá está, Sailor Girl, nesta sua ponte de hoje não é o que parece. O que lá está, no alto da coluna, é Felicitas.
Felicitas, a Deusa.
No Império, cunhavam-na, à Deusa, os Imperadores, no reverso das suas medalhas. Fizeram-no de Augusto a Vespasiano.
Eles não saberiam, mas eu que tenho a memória, sei que a Deusa, que Felicitas, a Felicitas de Roma e do Império, hoje que passa o calendério da fundação de Roma tal como decretado quando era Pontifex Massimus Augusto, se lhe mostrou a si Sailor Girl, e só a si, ela, a Deusa, Felicitas.Do alto da sua coluna do lado de Almada desta sua ponte de hoje para que se veja tal como a Sailor Girl é: no alto da coluna, de braços abertos, a nossa Felicitas.
E por isso, Sailor Girl, em 2008 e em todos os anos seguintes em que haja Tejo, Mar, Atlânticoazul, Navegantes e Comunidade; em si, Sailor Girl, e só em si, crescerá um infinito de felicidade. Não será nem a felicidade dos contos de fadas nem acontecerá, nunca acontece, como nos contos de fadas. Mas, vai começar, daqui a pouco, só para si, Sailor Girl, em 2008, a Paz e a Tranquilidade que são Felicitas.
Para todos os outros, e para mim, só nos fica, porque mais não nos é devido e no que me diz respeito tenho dúvidas...o desejo de um bom ano.

Sally said...

Hey, that's San Francisco, I thought!

Happy New Year from Sydney.

Amiga Atlántica said...

Un muy feliz aninovo desde la Ría de Vigo, Sailor Girl!!!