Monday, April 6, 2009

Odd Shots Monday # 18

(Photo by Sailor Girl)
Malandrinho (Little Scoundrel) Rice by the River. A contribution to Odd Shots Monday.
ADENDA
«Veleiro ARGUS regressou hoje a Portugal, salvo pela Pascoal, que o vai recuperar»
Aveiro, 06Abr (Lusa) - O "Polynesia", o velho "Argus" da epopeia portuguesa da pesca do bacalhau à linha, regressou hoje a Portugal, entrando na barra de Aveiro para ser recuperado e ficar ao serviço da Pascoal & Filhos, SA. A empresa, que está também a recuperar o "Santa Maria Manuela", outro veleiro irmão gémeo do Creoula e que fazia parte da chamada "frota branca" dos mares da Terra Nova e Gronelândia, pretende com os dois navios desenvolver uma nova área de negócio, virada para o turismo. O "Polynesia", que se vai voltar a chamar "Argus", foi adquirido em leilão a 22 de Janeiro em Aruba, "in extremis" já que o seu destino era a sucata, como relatou à Lusa Aníbal Paião, presidente do conselho de administração da Pascoal e Filhos. "Trata-se de procurar preservar o que de melhor tem o património náutico português, tão necessário para alimentar a memória e a identidade, imprescindíveis para quem quer ter um futuro sustentável como a Pascoal", justifica o administrador. Segundo Aníbal Paião, o "Argus", que faz precisamente 70 anos, é talvez "o mais famoso navio mercante português", imortalizado por Alan Villiers no seu livro "A campanha do Argus", publicado em 1951 e traduzido em 12 idiomas, e também no cinema e em documentários. "Houve que não deixar perder a oportunidade de salvar o navio, por tudo aquilo que ele representa", explica Aníbal Paião, adiantando que a prioridade da empresa neste momento é a recuperação do "Santa Maria Manuela", um lugre bacalhoeiro irmão gémeo do "Creoula", que está em Marin, na Galiza, Espanha, a completar um restauro que envolve avultados recursos financeiros. O Argus será a seguir, mas para já há todo um complexo processo burocrático a desenvolver para que possa voltar a ter bandeira portuguesa, estando já autorizado o regresso ao nome inicial, e vai ser preciso elaborar o projecto para que possa voltar a navegar em águas atlânticas».
Fonte: Agência LUSA, 2009-04-06 (18h51)

10 comments:

RuneE said...

Does it have an Odd tast??

pereira de oliveira said...

Thanks for the photograph. Me and my Dera Liz we both saw this and we went to have it for lunch at Chaussee de Louvain no Restaurante Nazare. Liz will be sixty five on the 15th of April and I shall loose the most excellent Assistant I have ever had. But both Lisbon and Edinburgh are by the Ocean

Daryl said...

did it get there in an odd way?

Small City Scenes said...

It looks delish not so 'odd'.
Scoundrel, eh? MB

Gattina said...

I would eat it right away, don't see anything odd at this soup !

Greyscale Territory said...

I am sure the story of how and why that soup is there must be ultra odd!

Clueless in Boston said...

I think it looks pretty good. Nice and tasty, but then everything tastes better by the sea:)

Luar do Tejo said...

Uma boa comida a bordo , e sempre bem vinda ! (:

saudaçoes da praia da moita .
beijinhos

Katney said...

Recipe please.

yolex said...

nice blog. please visite to my blog. thanks