Monday, October 22, 2007

Where do we go from here?

Nunca me senti tão cansada em toda a minha Vida!...

17 comments:

Malheiro do Vale said...

O thepilotboat recomenda:

Final de tarde em esplanada de praia, óculos escuros, ipod com U2 álbuns anos 80. Gin tónico. Repetir as aplicações de gin tónico de acordo com duração dos álbuns.

Se não passar, meter férias. Aconselhamos 15 dias em Bora Bora.

De regresso do Pacífico faça o favor de continuar a animar o nosso cluster blogomarítimo!

BLUE MOON I said...

Abolir as segundas feiras; Ah, e um reforço de gin's aos Domingos; Boas companhias ajudará. Recomendo que comece aos sábados.

medico de bordo said...

Pelos vistos por Cascais o vento está forte e o mar muito picado!
Só falta levantar velas, marear bem e navegar com o rumo certo.
Talvez uma bolina até Aveiro a bordo do Blue Moon resolva tudo!!!!
MBAS do HMS Veronique

Joao Quaresma said...

E que belos fins de tarde que têm estado em Carcavelos... (tirando o esgoto a correr para a praia, mas da esplanada não se dá por nada.

Quanto a Bora Bora, não é tão bom quanto dizem.

Anonymous said...

Acima,acima gageiro
Acima ao mastro real
Vê se salvas a Sailor Girl
Que ela parece estar mal !!!

Cuidado que o Marques Mendes começou assim e só não se enforcou porque não conseguiu passar a corda por cima do bonzai !!!

Qualquer tardada em S.Jacint Sur Mer ou no Navio Almirante do CMDT Veiga faria amaciar essas arranhadelas espirituais !!!
Salpicos de animo do
Shemeiks

PMBC said...

Nem tudo é bom mas nem tudo é mau.
Ainda bem que há computadores e que há o Atlântico Azul.

Anonymous said...

Hei marinheira!Tamos mesmo mal hoje!Nah... hoje nem com um grito daqueles que costuma ouvir, quem passa perto do Farol...!
Não,não é da idade o que te faz sentir assim!.Nem é por "caridade" longe disso mas hoje deixa-me dár-te um sorriso e um abraço,porque telefonar-te não posso nem levar-te ao cinema mas é o mínimo que posso fazer por ti.Levanta o astral marinheira porque ainda vais ter muito Mar AZUL para navegar. :) e Abraço.JC.

Sailor Girl said...

Chuif!!! (lá está o teclado a puxar prá lamechisse)
Vocês hoje comoveram-me!!...

(já estava a dormir, mas acordei sobressaltada e resolvi vir desabafar mais um pouco)

RODADA DE GINS TÓNICOS PARA TODOS!!!

Virtuais, claro, como manda a etiqueta. Ou então logo mais à noitinha, num sonho mar(e)ado qualquer!

Curiosamente tenho vários albums dos U2 dos anos 80 no meu iPod. Se o puser no repeat é complicado, Malheiro, pois correríamos o risco:

a) De não parar de beber gins tónicos e depois os pareceres sairiam do género: «Hic! O Parecer?... Qual Parecer?... (Hics) Parece-me (HICS) muito bem, tazaver? (Hic!) (Blaaaargh!!...)»

b) De desviar o Blue Moon (he he he he), mas não podia ir além do Farol do Bugio (loool) (não percebo por que o teclado teima em fazer risadas se não paro de chorar desde Domingo de manhã;

c) De transformar o Atlântico Azul em Atlântico Verde (SPOOOOOOOORTING) (lá está o teclado a verter sentimentos estranhos para a tela do écran) ou despejar tinta azul para o Mar (hehehehe) para seguir o conselho do JC e torná-lo mais AZUL, arriscando-me assim a ir para à prisão e depois como é que era;

d) De confundir os salpicos de ânimo do Shemeiks (grande nome, sim senhor) com perdigotos e aí é que era confudir a bota com a perdigota (humor refinado este, o do meu teclado);

ETC (talvez termine este comentário, mas de repente deu-me um sono descomunal). Isto apenas para vos agradecer. Como prometi nunca mais apagar o Atlântico Azul, tive de desabafar.

NINA said...

Minha Querida Amiga Sailor Girl,

Fiquei muito triste de te ler assim... Então esses olhos azuis lindos estão a chorar desde Domingo? Eu cá não chorou, quando quero espantar algum mal abro a boca, afio a minha voz poderosa e desafio a sanidade dos meus Amigos com um som estridente que podia parecer um vapor do século XIX a apitar. Olha que funciona, vêm logo a correr ver o que se passa, ou se estão cinzentos, então mandam-me calar logo...
Quando for grande quero trabalha no GOV para fazer disposições no sentido de interditar a tristeza a todas as entidades equipadas com olhos azuis...

Um beijo grande e olha que mesmo a chorar és linda embora cá a gente te prefira a rir...

NINA

Velas do Tejo said...

Ultimamente, tenho andado que nem submarino, numa das minhas vindas à tona de água ouvi este may day... não quis rumar até à cama sem primeiro deixar aqui umas palavrinhas…

Primeiro…

Devemos fazer aquilo que sabemos da melhor maneira e só nos devemos esforçar por aprender aquilo que nos interessa e motiva. Por muito que as pressões laborais queiram fazer de nós super-homens ou mulheres, nós somos o que somos e fazemos o melhor que podemos e sabemos. Assim, todos os nossos cargos devem estar à disposição dos super-homens deste planeta… e até não aparecerem... podemo-nos convencer de que: I’m the one! – ah! Auto-Estima do caraças! A maior parte das pessoas são cobardes… não ousam em bater em alguém com uma auto-estima do tamanho do Creoula.

Segundo… e em tom de discordia…

Felizmente não desabafamos “para o computador” mas sim pelo computador, também não desabafamos para o blogue mas sim pelo blogue! E graças a essas pequenas maravilhas que ocupam parte das nossas secretárias, mais a kilómetros de cabos, antenas e satélites… podemos desabafar por um meio, para sem fonteiras chegar a milhões de pessoas, das quais algumas, certamente, nos responderão. E são essas as que, efectivamente, interessam !

Terceiro…

Enquanto estivermos a pensar no que não conseguimos fazer, não nos conseguiremos concentrar no que queremos fazer. O que interessa é o que queremos… como iremos atingir?... é já é um segundo passo.

Quarto…

Sim, não devemos hesitar pôr em práctica as sugestões já enviadas por e-mail…

Quinto…

Chocolate belga… framboesas, amoras… está quase tempo de lareira! Namorar… sim… lareira… ah! Sim.. romãs… hummm… morangos fritos em mel salpicados com hortelã da ribeira… um final de tarde rumo ao bugio… o ar frio do mar pela manhã… beijos húmidos… braços quentes… hummm… e as castanhas que estão quase aí, e aquele cheirinho que precorre Lisboa… e o som do mar, das gaivotas… e os contentores!… um romance… não! Dois… e mais mar… e tanta coisa que não passa por mais um gin tónico, ou pela carta de condução, ou pela carta de marinheiro caducada, e algumas delas até sem pagar impostos… e que se lixe a roupa por arrumar! Toca abrir a janela e deixar os papeis soltos voar… E no final disso tudo, quem é que quer saber dos outras, suas vidinhas e tristes existencias?

E sim… Chocolate belga… framboesas e amoras!…

swt said...

Bemmmmmmmmm
Bemmmmmmmmm

Velas do mar, escreva um romance! Passará a ser o meu livro de cabeceira...

Sailor girl, estou VERDE! A mim nunca ninguém me dedicou um madrigal tão belo e doce.
Com chocolate belga, morangos fritos au mel, framboesas and the like.
Bemmmmmmmmmm

Anonymous said...

ai!!! Não é velas do mar....É velas do tejo !!!!
Também às sete da matina compreendem, né?

Swt

A Memória said...

Menina bonita...eu sou de alma e coração aderente ao apelo da Sailor Girl para que cada um de nós aceite que os outros, todos os outros, fazem o seu possível e que isso chega, não é o melhor, mas o que cada um pode dar, eu aprendi isto a trabalhar com americanos, e talvez eles estejam tão á frente por causa só disto, aceitar em toda a gente o seu possível...oxalá houvesse aderentes nos escritórios em Portugal...hoje há a arrogância do eu sou quem sabe (não sabem). E não sabem de tal maneira que é um facto incontestável, que no fim os humildes serão exaltados sempre...e depois num livro de 1961,"Counterfeit world" lá se diz que no século XXI os humanos seriam "a interface pela qual os processos electronicos se projectam na realidade"...e a Sailor Gir, a Menina bonita, sabe que o seu blogue traz, leva, Felicidade a tantos de nós por este planeta fora, alguns até lhe entregaram o existirem fora do seu local, olhe o pessoal das canoas, por exemplo,visite-nos mais, por favor. Nós somos o que somos e fazemos com a Senhora Comodoro, Mneina bonita,a Senhora que leva o seu e o nosso, estandarte do "Atlãntico Azul", o possível e nem faz ideia o que representa para o aconchego da Alma.
Aconchegue-se em quem lhe quer bem, nós faremos o possível, ou mesmo um pouco mais. Bom Dia!

pereira de oliveira said...

Sailor Girl:
e dificil, para si, viver, tao inteligente e tao bonita, num mundo tao limitado, tao presuncosamente limitado; tao estupidamente esperto;
quanto mais limitado, mais arrogantemente esperto; mais urgencias cria, mais desfaz e altera;na "era do atomo a crise do homem" do vitorino nemesio esta la tudo...a arrogancia dos ignorantes espertos que sabem tudo e que nao se fixam em nada a naos er na ultima moda no ultimo aperto...ate ao fim...quanto mais espertos maior a volatilidade,maior a falta de atencao...sao e serao sempre assim...e depois...ninguem alguma vez arrumou os livros e as fotografias...ninguem ee capaz de arrumar a vida e mesmo depois da vida veja que ainda andam infidavelmente a catalogar tudo em todos os arquivos, em todas as bibliotecas por esse mundo fora, e mais; fazem-no ha milhares de anos e estao sempre a voltar ao principio;ee que de cada vez que se diz vou arrumar, quer-se arrumar de maneira diferente, e recomeca-se do rincipio..e...agora ee que vai ser...nunca ee...a vida nao daa para arrumar...os livros e o resto arrumam-se por gravidade...bemdita es oh" gravidade...e que se nao ficava tudo pendurado no meio do ar e entao era precisar fazer alguma coisa...assim onde caem ficam...mas,nesta civilizacao, todos vivemos nesse susto de querer arrumar a vida...quanto mais inteligente maior o susuto...nao esteja assustada com a vida, com os trabalhos da vida...todos estamos mas temo-nos uns aos outros, os que nos queremos bem, e temos que permanecer juntos, desta vez a si, Sailor Girl, outras vezes a mim, outra vez a quem seja.
So conheci uma pessoa que nao estava assustada com o arrumar a vida..foi a minha Avo em Casal de Cinza...ali era o ciclo imensamente repetido da vida que nunca estava arrumado, nem feito, nem catalogado, era o universo do possivel em cada pessoa e em cada momento...e sempre se agradecia com um bem-haja...mas,se alguem, por talento proprio, fazia a perfeicao porque era naturalmente o seu possivel entao a minha Avo dizia-lhe o suave e doce; "bem-haja, bem muito". E quem quer que fosse respondia, porque era o seu possivel, sempre e todos os dias: nao haja por isso...
Bem-haja Sailor Girl, bem!!! e muito!

Anonymous said...

Hei Sailor Girl. Esse desabafo amarguento desencadeou uma solidariedae tão bonita que o seu Ego já está e recompor-se.Não é ????
Foi quase uma provocação positiva a desencadear tanto amor ,tanta preocupaçao,tanto carinho pela Sailor Girl !!! E Viva a Sailor Girl que hoje ja vai soltar amarras !!!!
Não tenho o prazer de a conhecer mas atrevo-me a enviar-lhe uma mão cheia de beijos salgados para a chegada da bonança !!!

Shemeiks

Luis F. Gouveia said...

Depois de ler isto tudo que é bem positivo, porque não combinar uma saída no Baía do Seixal ou no Alcatejo p.ex., onde as boas vontades Atântico Azul seriam capitaneadas pela esforçada e graciosa Sailor Girl?
Um abraço para todos e um abraço especial para a n/ Comodoro.
Luis F. Gouveia

pereira de oliveira said...

grande ideia, ...MAS veem mas eE na Ana Paula e chocos fritos e tudo e vai ser para breve!!!!