Friday, November 16, 2007

No Dia Nacional do Mar: Roteiro da Ciência privilegia o mar

(Bons exemplos)
«O Presidente da República regressa hoje à estrada para mais um Roteiro dedicado à Ciência, entre Sines e Faro. Cavaco Silva vai mostrar “bons exemplos” de investigação ligados ao mar. O objectivo do Chefe de Estado é chamar a atenção para a riqueza e as tecnologias deste recurso. No Roteiro, o Presidente da República será acompanhado pelo ministro da Agricultura, Jaime Silva, pelos secretários de Estado da Defesa e dos Assuntos do Mar, João Mira Gomes, e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. Cavaco Silva estará esta manhã em Sines, onde visita um dos grandes portos nacionais e da Península Ibérica, que tem projectos de parcerias com universidades e institutos de investigação, sendo considerado um “bom exemplo”. Ao anunciar o Roteiro, nas comemorações do 10 de Junho, advertiu que é necessário valorizar um património “subaproveitado”. “Não basta o mero sublinhar do nosso potencial, nem a retórica das virtualidades da aposta no mar. É preciso passar à acção, tirar partido das oportunidades geradas pela economia do mar”, disse o Chefe de Estado. (Continua em comentário a este post)

3 comments:

Sailor Girl said...

Artigo completo:

«Roteiro da Ciência privilegia o mar
Cavaco Silva mostra bons exemplos


O Presidente da República regressa hoje à estrada para mais um Roteiro dedicado à Ciência, entre Sines e Faro. Cavaco Silva vai mostrar “bons exemplos” de investigação ligados ao mar. O objectivo do Chefe de Estado é chamar a atenção para a riqueza e as tecnologias deste recurso.
No Roteiro, o Presidente da República será acompanhado pelo ministro da Agricultura, Jaime Silva, pelos secretários de Estado da Defesa e dos Assuntos do Mar, João Mira Gomes, e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. Cavaco Silva estará esta manhã em Sines, onde visita um dos grandes portos nacionais e da Península Ibérica, que tem projectos de parcerias com universidades e institutos de investigação, sendo considerado um “bom exemplo”. Ao anunciar o Roteiro, nas comemorações do 10 de Junho, advertiu que é necessário valorizar um património “subaproveitado”. “Não basta o mero sublinhar do nosso potencial, nem a retórica das virtualidades da aposta no mar. É preciso passar à acção, tirar partido das oportunidades geradas pela economia do mar”, disse o Chefe de Estado.
De Sines, a comitiva presidencial parte para Faro, onde Cavaco Silva conhecerá o Centro Ciência Viva e tem agendado um almoço com 25 especialistas de investigação marinha e ambiental, biologia e geologia. Em Olhão, visita o Instituto de Investigação das Pescas e do Mar (IPIMAR), para conhecer projectos de biologia pesqueira, e uma estação-piloto de piscicultura, no Parque Natural da Ria Formosa. O Presidente da República desloca-se à Universidade do Algarve, em Faro, com os seus 28 centros de investigação, onde vai informar-se sobre as actividades do Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), do Centro de Investigação Marinha e Ambiental e do SiPLAB – Laboratório de Processamento de Sinais –, que se dedica ao estudo da acústica. O Roteiro esteve previsto para 1 de Outubro, mas foi adiado devido à morte do pai de Cavaco Silva. A primeira jornada deste Roteiro para a Ciência, a 19 e 20 de Junho de 2006, foi dedicada às Biociências e Biotecnologia, a, e a segunda (de 12 a 13 de Março deste ano) às Tecnologias Limpas.
Segundo um estudo da Universidade Católica, o mar representa cerca de 11 por cento do PIB em Portugal. Com uma das maiores zonas económicas exclusivas da Europa – mais de 1,7 milhões de quilómetros quadrados e 18 vezes a sua área terrestre –, o mar português representa 12 por cento do emprego e 17 por cento dos impostos indirectos. As estimativas são do Centro de Estudos Aplicados da Católica, num trabalho realizado em 2001 para a Comissão Estratégica dos Oceanos.
Dados da Comissão Europeia indicam que o nosso País tem a quarta maior frota de pesca da União Europeia, com 8 mil e 700 navios, que empregam 33 mil pessoas, e mais de três quartos da população vive no litoral. Os dados foram divulgados em Bruxelas, no âmbito da apresentação da política marítima europeia, em Outubro, e revelam que o turismo costeiro representa cerca de 39 mil postos de trabalho. O sector naval, incluindo portos, estaleiros e transportes marítimos, emprega mais de 26 mil trabalhadores. Até Maio, Portugal vai apresentar uma proposta na Nações Unidas para a extensão da plataforma continental além das 200 milhas. Para a preparação do dossier, a Marinha, com os seus dois navios oceanográficos, «Almirante Gago Coutinho» e «D. Carlos I», está a fazer um levantamento, recorrendo a tecnologia de ponta, para cartografar o fundo marinho português. Recorde-se que Portugal adoptou, em 2006, uma Estratégia Nacional para os Oceanos, cujo objectivo é promover um desenvolvimento económico e social sustentável. Na UE, de acordo com dados da Comissão, metade dos europeus vive hoje a menos de 50 quilómetros da costa e as indústrias e serviços relacionados com o mar produzem entre três e cinco por cento do PIB, do conjunto dos 27.»

Sailor Girl said...

«Roteiro da Ciência: Cavaco alerta que "há muito" a fazer para aproveitar recursos marítimos
2007-11-16, 13h11

Lisboa, 16 Nov (Lusa) - O Presidente da República alertou hoje que "há muito" a fazer no aproveitamento dos recursos do mar para o desenvolvimento do país, afirmando esperar que o Governo apresente um "plano de acção detalhado"


"Ainda há muito a fazer para o aproveitamento das riquezas do mar", afirmou Cavaco Silva no final de uma visita ao Porto de Sines, primeira paragem num dia que vai dedicar ao Mar no seu Roteiro para a Ciência e o levará ainda a Faro e Olhão.

Em declarações aos jornalistas, o Presidente explicou os seus objectivos e que são "chamar a atenção dos portugueses para a necessidade de passar da retórica das potencialidades para a acção".


Rodeado pelos secretários de Estado da Defesa e dos Assuntos do Mar, João Mira Gomes, e dos Transportes, Ana Paula Vitorino, Cavaco Silva disse esperar que "não daqui a muito tempo" o Governo apresente "um plano de acção detalhado para o aproveitamento das potencialidades [do mar] e da imensa Zona Económica Exclusiva.

NS.

Fonte: Agência LUSA»

Sailor Girl said...

Mais uma notícia:

«Roteiro da Ciência: Cavaco Silva recebe aula de ciências naturais de dezenas de alunos

Faro, 16 Nov (Lusa) - O Presidente da República recebeu hoje uma verdadeira aula sobre ciências naturais dada por dezenas de alunos no Centro de Ciência Viva, em Faro, uma iniciativa inserida no Roteiro para a Ciência que termina hoje na região algarvia.

Depois de escutar atentamente as explicações de David Silva, 10 anos, aluno da Escola Básica 2/3 de Santo António, sobre a evolução do globo terrestre, Aníbal Cavaco Silva confessou ficar sempre surpreendido com as ciências naturais.

"São os mistérios da natureza e como eu sou de ciências sociais fico sempre surpreendido", disse o Presidente da República (PR), confessando que entrou pela primeira vez num Centro de Ciência Viva, e o eleito foi o do Algarve.

Cavaco Silva visitou durante cerca de meia hora a recente exposição dedicada ao 'Mar', uma área em que o Presidente tem pedido acções governamentais urgentes para valorizar os recursos marítimos.

Pesca acessória, prados marinhos, triângulo das Bermudas, tornados, globos terrestres com 200 milhões de anos foram alguns dos "aperitivos" que o Presidente da República viu no CCVA, numa visita incluída no último dia do Roteiro para a Ciência, dedicada às Ciências e Tecnologias do Mar.

O Presidente da República voltou hoje à estrada - numa espécie de Presidência Aberta - para mais um roteiro, de Sines a Faro, dedicado à ciência, em que o objectivo é mostrar "bons exemplos" de investigação marinha e de projectos entre universidades e empresas.

Depois de ter estado de manhã em Sines, onde defendeu o pacto para a justiça, assinado entre o Governo e o PSD, e aconselhou os partidos a "sentarem-se à mesa" para resolver eventuais divergências levantadas por Luís Filipe Menezes, Cavaco Silva termina esta tarde no Algarve, na terra Natal, o roteiro para a ciência.

Em Olhão, o Presidente visita o Instituto de Investigação das Pescas e do Mar (IPIMAR), para conhecer projectos de biologia pesqueira e uma estação piloto de piscicultura, no Parque Natural da Ria Formosa.

O Presidente desloca-se à Universidade do Algarve, em Faro, com os seus 28 centros de investigação, para ficar a saber mais sobre projectos de investigação em curso, incluindo um de robótica para desenvolver bóias podem servir para estudar a propagação das ondas.

Fonte: Agência LUSA»