Thursday, January 3, 2008

BANDA DA ARMADA - PORTUGUESE NAVY BAND

THE PORTUGUESE NAVY BAND ALSO PLAYS IN LISBON!...
You may listen to one of their songs here at Atlântico Azul. It's the first song posted at Radio Atlântico Azul (check at the right column). Hope you enjoy it!...
* * * * *

JUST FOUND SOME BLUE IN BARCELONA!!!

CHECK IT [HERE]!!!

5 comments:

Sailor Girl said...

Biografia da Banda da Armada
A mais antiga referência a música na Armada Portuguesa encontra-se no diário de Vasco da Gama "… e eles começaram logo a tanger quatro ou cinco flautas… E o capitão-mor mandou tanger as trombetas…".
Em 1740 existia no regimento da Armada Real uma formação instrumental que se intitulava Charamela.
De 1793 data uma gravura da Antiga Biblioteca do Ministério da Guerra representando a Charanga do 1º Regimento da Armada Real, e na qual se podem ver 9 músicos tocando instrumentos de madeira, metal e percussão.
Em 1795 era chefe da música do 1º Regimento da Armada o italiano Caetano Tozi que era simultaneamente músico da Câmara Real.
Em 1797 foi criada, por extinção do 1º e 2º Regimento da Armada Real e do Regimento da Artilharia de Marinha, a Brigada Real de Marinha que teve também a sua música.
Antes da Corte partir para o Brasil, era regente o italiano Pascoal Corvalini. Em 1807 acompanhou a família real na sua viagem para o Brasil e em 1821, quando o soberano regressou ao reino, regressaram apenas dois dos músicos.
Em 1836 era dissolvida a Brigada Real de Marinha e em 1837 foi criado o Batalhão Naval, que em 1840 tinha uma música constituída por 20 músicos dirigida pelo alemão Mark Holzel.
Em 1849 acompanhou a rainha D. Maria II a bordo da nau Vasco da Gama numa viagem ao Brasil.
Em 1855 é reorganizada a estrutura da Armada que se passou a chamar-se Corpo de Marinheiros da Armada Real. Em 1863, a Charanga dirigida pelo Belga Arthur Reignhardt e constituída por 27 executantes realizou uma série de concertos em Bordéus, quando embarcada na corveta Mindelo, acompanhando a viagem do rei D. Fernando II.
Em 1898 acompanhou a representação de Portugal nas festas de investidura do presidente da república brasileira Dr. Campos Salles a bordo do cruzador Adamastor.
Em 1903 a “Banda dos Marinheiros” realizou aquelas que são as primeiras gravações efectuadas em Portugal, num total de 26 temas (e outros tantos discos) dos quais existe um exemplar no nosso país e os restantes 25 nos arquivos da EMI em Inglaterra.
Em 1922, embarcada no navio presidencial Porto, acompanhou o Presidente da República Dr. António José de Almeida na viagem oficial para participar nas comemorações do 1º Centenário da Independência do Brasil, realizando vários concertos no Rio de Janeiro.
Já no final do séc. XX destacam-se as seguintes viagens:
- Em 1982, deslocou-se à ilha da Madeira integrada nas cerimónias do Dia da Marinha na cidade do Funchal, e a França, onde participou com mais onze bandas de várias nacionalidades no Festival Internacional de Bandas Militares de Paris;
- Em 1983, deslocou-se aos Açores integrada nas cerimónias do Dia da Marinha na cidade de Ponta Delgada, tendo realizado concertos nas nove ilhas;
- Em 1988, deslocou-se novamente à Ilha da Madeira, onde participou no XI Festival de Bandas Militares de Portugal;
- Em 1992, deslocou-se duas vezes aos Açores, e a França, à cidade de Chateaudun, onde participou no 5º Festival Internacional de Música Militar;
- Em 1994, deslocou-se aos EUA/Norfolk, onde participou no XII Festival Internacional das Azáleas, em representação nacional, no qual participaram mais 20 Bandas.
Em 1999 foi-lhe concedida a Medalha de Ouro de Serviços Distintos por S. EX.ª o Almirante CEMA.
Ao longo dos tempos a Banda da Armada tem desenvolvido um trabalho de grande interesse público, tanto ao nível do cerimonial militar e do protocolo de Estado, como no âmbito cultural, onde tem realizado concertos por todo o território português e no estrangeiro. Tem-se pautado por uma constante evolução e inovação, como é exemplo a permuta de conhecimentos, ao incluir elementos exteriores ao seu quadro orgânico, nas suas apresentações públicas. Estão neste caso actuações conjuntas com diversas formações orquestrais e corais, assim como vozes e instrumentos solistas.
Fazem parte dos seus quadros alguns dos melhores instrumentistas da actualidade portuguesa e ao longo da sua história têm pertencido, e continuam a despontar nas suas fileiras, vários compositores de reconhecido mérito.
A Banda da Armada foi chefiada pelos seguintes maestros: Caetano Tozzi (italiano), Pascoal Corvalini (italiano), Mark Holzel (alemão), Artur Reinhardt (belga) e os portugueses: António Maria Chéu, José de Oliveira Brito, Arthur Fernandes Fão, Marcos Romão dos Reis, Manuel Maria Baltazar, José Joaquim de Araújo Pereira e desde 2005 pelo Capitão-de-fragata MUS Carlos da Silva Ribeiro.

LUIS MIGUEL CORREIA said...

Sailor Girl,

Obrigado por divulgar os meus livros mais recentes...
Todas as ajudas são sempre bem vindas, especialmente se forem positivas e generosas como as suas...

LMC

Sailor Girl said...

Faz parte do «Programa» do Atlântico Azul o apoio à divulgação de assuntos do mar...

Favor não esquecer de dedicar os meus exemplares!!!!

;-)

Carlos Lorenzo said...

I have been listening to this music for quite a while and I find it soothing and beautiful. It extremely melodic for a band, at least for the bands you usually listen to out there. Thanks for using my picture to accompany such great band, it has been an honor. Obrigado sailor girl.

Kate said...

Looks and sounds like a celebration to me!